Buscar

Bolsonaro acaba o Conselho Nacional de Políticas Indígenas e outros órgãos de Participação Social


Bolsonaro extinguiu hoje 35 órgãos de participação social, dentre eles o Conselho Nacional de Políticas Indígenas, importante espaço de construção e debate sobre a eficácia de políticas para os mais de 300 povos existentes hoje no Brasil. A ação é inconcebível visto a situação precária em que muitos indígenas vivem hoje, com órgãos que os atendem em estado de total sucateamento, sem recursos e sem ações eficazes para as principais demandas.


O CNPI é uma conquista dos povos indígenas na busca por ampliar sua participação na elaboração e execução da política indigenista brasileira. Ele surgiu após nove anos de trabalhos da Comissão Nacional de Política Indigenista, instalada em 2007, que funcionou como um espaço de diálogo, debates e proposições envolvendo os representantes do movimento indígena, indigenista e do Estado brasileiro.


Esta extinção, assim como a série de atitudes arbitrárias que o governo tem tomado desde o início do ano contra os povos indígenas são inaceitáveis e motivo de mobilização e luta, que se somam em um grande encontro de lideranças de todos os cantos do Brasil. O Acampamento Terra Livre acontecerá de 24 a 26 de abril em Brasília e realizará assembleias e lutas contra a política genocida que vem sendo executada pelo governo Bolsonaro, como essa extinção do CNPI.




0 visualização

Site criado por Alexandre Pankararu, em novembro de 2018, com o apoio dos colaboradores da REJUIND.

REJUIND - REDE DE JUVENTUDE INDÍGENA

E-mail: rejuind@gmail.com