Buscar

CHAMADA PARA BOLSAS DE ESTUDOS EM DIREITOS HUMANOS, POVOS INDÍGENAS E COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

O Fundo de Desenvolvimento para Povos Indígenas da América Latina e Caribe (FILAC) em parceria com a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID) e a Universidade Carlos III em Madri abrem a convocatória ofertando bolsas de estudos para profissionais indígenas e lideranças indígenas da região latino americana.

1. Descrição do título de especialista

O título de especialista em Povos indígenas, Direitos Humanos e Cooperação Internacional é um dos programas de pós-graduação da Universidade Indígena Intercultural (UII) do Fundo de Desenvolvimento para povos indígenas da América Latina e Caribe (FILAC, sigla em espanhol) que é o único organismo multilateral a nível internacional especializado na promoção do Desenvolvimento com Identidade com foco no Bem-Viver e no Viver-Bem dos Povos Indígenas, bem como no reconhecimento dos seus direitos individuais e coletivos, cujo os orgãos de Governo e o funcionamento se baseiam nas relações paritárias entre os Estados e os Povos Indígenas.


A UII faz parte do Programa Emblemático de Formação e Capacitação da FILAC, que busca promover a gestão de conhecimentos e saberes indígenas a partir das perspectivas de com e para os povos indígenas de tal modo que beneficie a humanidade, no contexto do diálogo intercultural, justo e equitativo que garanta a vida das pessoas e o pleno exercício dos seus direitos humanos.

O título de especialista busca proporcionar uma formação técnica e especializada e de um alto valor curricular e prático aos licenciados, graduados, diplomados e lideranças indígenas da região latino americana e caribenha. É uma pós-graduação orientado aos desenvolvimento de capacidades para a gestão das instituições democráticas, baseados no exercício da governança e liderança, com um alto conhecimento do funcionamento das estruturas estatais e das organizações internacionais, assim como as ferramentas necessárias para a direção de projetos de autodesenvolvimento nas comunidades indígenas.


2. Objetivos

Oferecer uma formação integral de um alto valor curricular e prático a profissionais de qualquer área de conhecimento e lideranças indígenas, para que estes possam assumir responsabilidades de liderança, assim como adquirir ferramentas para participação plena e efetiva para o desenho e criação de políticas públicas nacionais e incidir em processos globais na defesa de direitos.


3. As fases do curso

O curso está disponível em duas fases, uma virtual e outra presencial.

A fase virtual começa dia 13 de abril e vai até o dia 30 de abril.

A fase presencial começa dia 25 de maio até 10 de julho.


4. Das vagas

As vagas serão distribuídas da seguinte forma:


4.1 Vagas para profissionais e lideranças indígenas da América Latina e Caribe, no qual serão reconhecidas as suas trajetórias seja como profissional ou liderança indígena, que representem de forma equitativa as regiões de abrangência do trabalho da FILAC (região andina, amazônica, centroamérica e cone sul) e que se encontrem vinculados com os princípios e o mandato da FILAC;

4.2 Vagas para mexicanos: 10 vagas para lideranças indígenas que serão financiadas pelo Governo do México - Instituto Nacional de Povos Indígenas (INPI) e a convocatória será lançada em separado; e

4.3 Vagas para chilenos: de acordo com os ajuste internos a convocatória será lançada em separado.


5. Requisitos


5.1 Para profissionais indígenas

1. Pertencer a um povo indígena que esteja na abrangência da FILAC;

2. Formulário online que reflita a formação acadêmica, idioma e experiência profissional e seu compromisso com os povos indígenas, disponível em: http://www.filac.net/convocatorias/expertos2020/

3. Diploma de ensino superior (cópia simples, conforme anexo 1 do edital);

4. Carta aval da organização indígena, na qual a autoridade máxima da organização certifique o vínculo do participante com seu povo indígena e certifique seu compromisso como bolsista (anexo 2);

5. Idade máxima permitida são 35 anos (tem que enviar cópia do documento de identidade, anexo 3)

6. Declaração jurada que nunca teve alguma bolsa ou participou de outro diplomado da FILAC e que não disfruta de outra bolsa de qualquer instituição pública ou privada no momento desta solicitação e que também afirme sua disponibilidade no perído de 25 de maio a 10 de julho (anexo 4)


5.2 Para lideranças indígenas

1. Pertencer a um povo indígena que esteja na abrangência da FILAC;

2. Formulário online que reflita a sua trajetória e seu compromisso com os povos indígenas, disponível em: http://www.filac.net/convocatorias/expertos2020/

3. Contar a sua experiência de liderança: em uma organização indígena nacional ou internacional, como autoridade municipal, como vereador, deputado, como servidor público ou em alguma outra de dirigente de relevância nacional ou internacional (comprovar experiencia e por em anexo, ANEXO 1);

4. Estar respaldado por alguma organização indígena que seja membro da FILAC (Anexo 2, é necessário anexar a carta aval);

5. Idade máxima permitida são 35 anos (tem que enviar cópia do documento de identidade, anexo 3)

6. Declaração jurada que nunca teve alguma bolsa ou participou de outro diplomado da FILAC e que não disfruta de outra bolsa de qualquer instituição pública ou privada no momento desta solicitação e que também afirme sua disponibilidade no perído de 25 de maio a 10 de julho (anexo 4)


6. Datas

As inscrições serão recebidas até o dia 28 de fevereiro de 2020.

Pré-seleção: 2 e 3 de março

Entrevistas e validação de documentos: 4 e 5 de março

Divulgação dos resultados: 6 de março

início da fase virtual: 13 a 30 de abril

Fase presencial: 25 de maio a 10 de julho de 2020.


Mais informações em: http://www.filac.org/wp/comunicacion/filac-informa/convocatoria-a-becas-para-titulo-de-experto-en-pueblos-indigenas-derechos-humanos-y-cooperacion-internacional-3/ ou enviar email para: convocatoriasuii@filac.org


O edital completo consulte aqui: http://www.filac.org/wp/wp-content/uploads/2020/02/Convocatoria_Actualizada-20-02-2020.pdf


Boa sorte


Tradução livre por Rayanne França - povo Baré, colaboradora da REJUIND

48 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Site criado por Alexandre Pankararu, em novembro de 2018, com o apoio dos colaboradores da REJUIND.

REJUIND - REDE DE JUVENTUDE INDÍGENA

E-mail: rejuind@gmail.com