Buscar
  • rejuind

Juventude Indígena no VII Encontro Nacional de Estudantes Indígenas - ENEI

Entre os dias 21 a 24 de outubro de 2019, aconteceu em Porto Alegre (RS) o VII Encontro Nacional de Estudantes Indígenas. No dia 22, a REJUIND participou também deste evento e realizou uma oficina intitulada "A luta e o protagonismo da juventude indígena no movimento indígena".


A atividade contou com aproximadamente 60 pessoas no segundo dia do evento, dentre eles jovens, crianças e lideranças. O tema central foi para destacar o fortalecimento das capacidades da juventude indígena nos espaços como as Universidades, suas comunidades originárias e a importância da juventude se empoderar dos direitos e serem protagonistas para avançar na luta.



Ao mesmo tempo, a REJUIND aproveitou buscar insumos para suplementar as informações da Agenda de População e Desenvolvimento que este ano está completando 25 anos, mais conhecida como Cairo +25. A agenda propõe refletir sobre os direitos sexuais e reprodutivos a partir das diversas perspectivas e é muito importante os olhares indígenas nessa agenda.


A pergunta inicial foi: O que mudou nos direitos dos povos indígenas nos últimos 25 anos? Esses direitos são suficientes para as futuras gerações? O que mudou no perfil familiar dos povos indígenas?

Essas três perguntas moveram a discussão e dos quais foram destacados os seguintes pontos nos direitos indígenas:

O que temos?

1.Saúde diferenciada;

2. Território;

3. Educação.


No que precisamos avançar?

1. Reconhecimento dos direitos indígenas e reconhecimento da luta ancestral;

2. Conscientização da juventude sobre seus direitos como um todo;

3. Respeito aos direitos dos povos indígenas, como acesso à terra, território e recursos; a educação diferenciada através da Lei de Diretrizes e bases (LDB);

4. Acesso ao nome indígena nos registros de nascimento;

5. Avançar no acesso à informação em saúde reprodutiva.

Os temas gerou muitas reflexões a todos, pois foram associados os temas de meio ambiente, território, saúde, educação e a sobrevivência dos povos indígenas.


As relações são intrinsicamente relacionadas à saúde e a quantidade de filhos, o poder de escolha que se tem hoje.

A juventude reportou a necessidade de manter esses diálogos e ampliar os debates dessa agenda de Cairo e a importância de falar sobre empoderamento das mulheres indígenas e as agendas internacionais.




A REJUIND reafirma o compromisso em avançar no fortalecimento das capacidades da juventude indígena.

17 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Site criado por Alexandre Pankararu, em novembro de 2018, com o apoio dos colaboradores da REJUIND.

REJUIND - REDE DE JUVENTUDE INDÍGENA

E-mail: rejuind@gmail.com